«

»

jan
30

Aprendendo sempre.

A vida é como seu tempo de escola, você começa no jardim de infância e vai passando para os estágios ou séries seguintes. Se tirar boas notas e tiver bom comportamento, vai passando de ano direto. Se em determinada matéria tirou nota baixa, significa que não entendeu a matéria e vai ficar de recuperação, terá uma segunda chance para fazer melhor, pois pode ser que só não tenha entendido parte da matéria. Se mesmo assim não conseguir nota suficiente terá que repetir de ano ou levar a matéria para o ano seguinte, se fizer isso vai ficar com mataria a mais. Se decidir colar, vai copiar a resposta de outro, mas cuidado pois o modelo das provas podem ser diferentes…
Passamos por todo este processo, em media, 19/20 anos, incluindo a faculdade, ou seja, um pouco mais de 1/3 de nossa vida. Outro terço, é o terço que teremos que colocar em prática o que aprendemos, não necessariamente só as matérias em si, mas o modelo que aprendemos, que fomos conduzidos e não percebemos: temos que crescer gradualmente, materialmente e espiritualmente. Se passarmos para o ano, período, série, seguinte sem ter aprendido a matéria, teremos que ficar de recuperação ou repetir de ano. Nesta fase da vida alguns, pulam alguma etapa, série. O que pode resultar em uma nova fase sem ter compreendido direito a fase anterior. Outros, conseguem se sair muito bem, são os “gênios”os “CDF’s”.
No terço seguinte, é o terço que aproveitaremos melhor todos o resultado dos terços anteriores , é quando recebemos o nosso certificado, em tese, nos formamos e inclusive temos maturidade, experiência, senioridade, suficiente para ensinar os novos alunos e ao mesmo tempo quando começa uma nova vida (quadratura de plutão crise dos quarenta), quando nos questionamos se tudo o que aprendemos foi certo, se estudamos na “escola”certa, se não deveríamos ter escolhido outras “matérias”. Alguns tem capacidade, coragem e disponibilidade, para recomeçar, para fazer uma nova “faculdade” e mudam o rumo e sentido de suas vidas, outros acham que ou não podem mudar mais e outros ainda, estão na “escola”certa.
Por isso, entenda que a vida tem suas fases, não tente antecipá-las, passe por todas, no seu tempo. Não tente colar dos outros, as provas podem ser diferentes, as respostas dos outros, podem não servir para você. Se na escola você gosta de uma determinada matéria, as vezes é porque o professor é bom, então procure bons professores na vida, caso contrario, não vai gostar da materia. Se temos um professor na escola, é sinal que devemos respeitar e escutar os mais “mestres” mais velhos. Você pode até estar adiantado em relação a sua turma, aguarde, em breve a “escola” te convida para ir para uma turma superior. As vezes escolhemos algumas pessoas para estudar juntos, pois eles entendem bem de determinada matéria, as vezes procuramos outra pessoa para estudar uma outra matéria. Logo na vida, as vezes também teremos que procurar pessoas diferentes, para estudar determinada matéria. Pode ser que encontre alguém que consiga estudar todas as matérias juntos. Alguns estudam sozinhos…
Quando tirar notas boas e passar de ano, comemore, celebre, de preferência com os que estudaram junto com você e te ajudaram. Na escola tem o tempo do recreio e ficamos triste quando bate o “sinal” e as vezes somos os últimos a entrar em sala, por isso na hora do seu recreio, aproveite até o final, não volte para sala, antes do sinal. Tenha seu recreio, todos dias!!! Divirta-se todos os dias!!! Na hora que o professor estiver explicando, escute, tome nota, seus feedbacks são explicações dos professores. Depois de entender a explicação, até pode “questionar”a nota, pois sua resposta pode ter sido semelhante, o entendimento que foi diferente. Se não entendeu a explicação inicial, fale, peça que expliquem de outra forma, diga quais são suas dúvidas. Na escola, temos os “amiguinhos”que batem nos outros, que puxam o cabelo, que colocam chiclete na carteira mesa dos outros, que ficam jogando bolinha nos outros. Você pode escolher fazer parte deles ou não permitir que façam com você. Quando se formar, ensine da sua melhor forma, tire todas as dúvidas, ensine com paixão, com amor, mas não espere que seu(s) aluno(s) sejam iguais a você. Não queira que ele(s) façam a mesma “disciplina”que você ou muito menos, queira que ele(s) façam a “disciplina” que você queria ter feito e não fez. Se for o melhor aluno de sua classe, não se exiba muito por isso ou só vai atrair interesseiros, querendo “colar”de você, se estiver “brilhando”demais, não conseguirá enxergar quem são estas pessoas. Se for muito bom em uma matéria, procure ajudar os outros, coloque-se disponível para isso. Tenha seus resumos guardados, resumos são formas de lembrar das coisas importantes das matérias, pode ser que você precise nos anos seguintes…
Te tenha em mente que precisamos estar sempre abertos a aprender novas coisas, mesmo com alunos, aprender coisas novas mantêm o cérebro em atividade, nos mantêm vivos, nos despertam a curiosidade, nos fazem pensar.
Afinal não é a toa que temos a expressão: Na escola da vida!!!
Namastê !!!

1 comentário

  1. Regina Maria disse:

    VIVER …eôoh eôoh eôoh… E NÃO TER A VERGONHA DEE SER FELIZ ….
    CANTAR E CANTAR E CANTAR , A BELEZA DE SER UM ETERNO APRENDIZ ……..

    FICO COM AS RESPOSTAS DAS CRIANÇAS …
    É BONITA É BONITA e É BONITA

    Por isso não tenho vergonha de dizer que errei , e continuo tentando acertar
    pois é com os erros que aprenderei acertar , caio e levanto….
    e recomeço com mais garra ainda. É A VIDA .
    Te amooooo , volte logo beijussssssss

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>